Presidente e general enfrentam-se no 2º turno da Indonésia

A presidente da Indonésia, Megawati Sukarnoputri, e seu ex-ministro da Segurança, o ex-general Susilo Bambang Yudhoyono, disputarão o segundo turno das eleições presidenciais indonésias em setembro, de acordo com pesquisa do National Democratic Institute, sediado em Washington. Yudhoyono, que deixou o gabinete de Megawati para disputar o pleito, venceu o primeiro turno com 33.8% dos votos, seguido pela presidente, com 26%. O ex-comandante das forças armadas, o também ex-general Wiranto, ficou com 23%. A eleição, a primeira em que o povo indonésio escolhe seu presidente diretamente, foi elogiada pela União Européia e outros observadores como tranqüila e pacífica. O comparecimento, de 81% dos eleitores registrados, mostra o interesse da população pela democracia, seis anos após a queda da ditadura do presidente Suharto, que ficou 32 anos no poder.

Agencia Estado,

06 de julho de 2004 | 13h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.