Presidente e oposição ucranianos assinam acordo

Os líderes da oposição ucraniana assinaram um acordo com o presidente Viktor Yanukovych e mediadores da União Europeia (UE) para a realização de eleições antecipadas e a formação de uma novo governo, na expectativa de encerrar a violenta crise política no país.

Agência Estado

21 de fevereiro de 2014 | 11h36

O acordo pode significar o principal passo para encerrar a crise que se refere, entre outras coisas, ao futuro e à identidade da Ucrânia. Uma questão importante é se os milhares de manifestantes acampados na principal praça central de Kiev vão acatar o pacto assinado pelas lideranças. Dois porta-vozes da oposição disseram que o acordo foi assinado no gabinete do presidente ucraniano nesta sexta-feira, mas não divulgaram detalhes.

A assinatura acontece horas depois de Yanukovych ter anunciado a antecipação da eleição presidencial e prometido integrar membros da oposição ao governo, embora não tenha divulgado um prazo para que isso aconteça.

Os ministros de Relações Exteriores da Alemanha, França e Polônia, que também assinaram o documento, afirmaram que se trata de um "bom compromisso para a Ucrânia" e pediram o "fim imediato" de toda a violência no país. Fonte: Associated Press Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaacordoassinatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.