Presidente é recebido como herói em Ramallah

Líder máximo da AP proclama a 'primavera palestina' de luta pacífica pela criação de um Estado soberano

GUILHERME RUSSO, ENVIADO ESPECIAL / JERUSALÉM, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2011 | 03h05

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, foi recebido como herói ontem em Ramallah, na Cisjordânia. Milhares de pessoas tomaram as ruas para homenagear o líder, que na sexta-feira pediu à ONU o reconhecimento do Estado palestino.

A multidão se reuniu principalmente no entorno do complexo administrativo de Ramallah, onde Abbas discursou. "Levantem suas cabeças porque vocês são palestinos! Desejamos atingir nossos direitos por meio de meios pacíficos, negociações, mas não quaisquer negociações", afirmou.

"O que dissemos para o mundo (em Nova York) é que a primavera palestina nasceu. Uma primavera popular, de uma luta pacífica que atingirá seu objetivo. Existem aqueles que querem nos impor obstáculos. Mas com a presença de vocês, eles cairão e nós chegaremos ao nosso objetivo (a independência do Estado palestino)."

Em entrevista ao Estado, Mustafa Barghouti, que ficou em segundo lugar nas eleições pela presidência da AP, em 2005, afirmou que "o mais importante é que Abbas não se curve à pressão e continue com sua posição. Isso vai trazer de volta a esperança ao povo", afirmou. Ele foi um dos principais coautores da proposta palestina de adesão à ONU entregue por Abbas.

Apesar dos confrontos e dos inúmeros protestos violentos que ocorreram em diversos pontos da Cisjordânia desde a sexta-feira, o Exército de Israel classificou como "calmo" o fim de semana em que pelo menos um palestino foi morto e centenas de manifestantes acabaram feridos pelas forças de segurança israelenses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.