Presidente egípcio deixa palácio em meio a protestos, dizem fontes

O presidente do Egito, Mohamed Mursi, deixou o palácio presidencial no Cairo nesta terça-feira, informaram duas fontes, após confrontos entre manifestantes irritados com o decreto que amplia os poderes de Mursi e a polícia.

Reuters

04 de dezembro de 2012 | 15h40

"O presidente deixou o palácio", disse à Reuters uma fonte presidencial, que pediu para não ser identificada.

Uma fonte de segurança na presidência também afirmou que Mursi deixou o prédio.

Alguns manifestantes invadiram a barreira policial que estava protegendo o palácio e protestaram diante do local.

(Reportagem de Marwa Awad)

Mais conteúdo sobre:
EGITOPRESIDENTEPALACIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.