Presidente eleito da Argentina busca na ONU sua chanceler

Susana Malcorra substituirá Héctor Timerman como chanceler; ela foi nomeada para o cargo de chefe de gabinete da ONU em 2012 pelo secretário-geral, Ban Ki-moon

Rodrigo Cavalheiro CORRESPONDENTE / BUENOS AIRES , O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2015 | 20h09

O presidente eleito da Argentina, Mauricio Macri, nomeará a chefe de gabinete das Nações Unidas, Susana Malcorra, como ministra de Relações Exteriores e de Culto. Malcorra substituirá Héctor Timerman como chanceler. Ela foi nomeada para o cargo na ONU em 2012 pelo secretário-geral, Ban Ki-moon.

Susana dirigiu antes missões de paz da ONU em diferentes regiões. Conforme o site da ONU, liderou 30 operações que envolveram 120 mil pessoas, entre agentes militares, policiais e civis. Ela trabalhou no programa mundial de alimentos da ONU em 2004, quando chegou à instituição. Na Argentina, foi executiva de empresas de tecnologia, como IBM e Telecom.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinaMauricio MacriSusan Malcorra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.