Presidente eleito do México critica muro que EUA querem construir

O presidente eleito do México, FelipeCalderón, disse que o muro que os Estados Unidos pretendem construir na fronteira com seu país "é inadequado para as relações bilaterais". "Sempre afirmei que a decisão de aprovar o muro obedece mais a razões eleitorais da política interna dos EUA que à busca desolução" para o problema da imigração, disse. A aprovação por parte do Congresso dos EUA para a construção do muro, ressaltou Calderón, "é lamentável porque constitui um obstáculo à mútua relação que tem de existir entre dois paísesVizinhos". Além disso, afirmou que, ao assumir a Presidência de seu país, dia 1º de dezembro, vai pessoalmente pedir ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que reconsidere a decisão de construir oMuro. O presidente eleito do México completou uma visita de um dia à Guatemala, como parte de uma viagem por vários países da América Latina. Ele segue para El Salvador, depois vai à Costa Rica, Colômbia, Peru, Chile, Argentina e Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.