Khaled Abdullah/Reuters
Khaled Abdullah/Reuters

Presidente em exercício do Iêmen firma acordo com oposição para saída de Saleh

Segundo oposição, acordo permite discussão para transferir o poder do presidente, que segue internado

AE, Agência Estado

13 de junho de 2011 | 16h03

SANAA - O presidente em exercício do Iêmen, Abed Rabbo Mansour Hadi, fez um acordo com partidos de oposição nesta segunda-feira, 13, para começar a discutir como transferir o poder do presidente afastado do cargo, Ali Abdullah Saleh, afirmou o porta-voz da oposição, Abdullah Oubal.

 

Ele também afirmou que o acordo permitiu à oposição e ao partido do presidente Saleh abrirem diálogo para encontrar uma maneira de tirar Saleh do poder de acordo com as propostas apoiadas pelos países vizinhos do Conselho de Cooperação do Golfo. Saleh aceitou publicamente as propostas no passado, mas tem sido evasivo sobre realmente implantá-las.

 

O acordo de hoje pode não acabar com o impasse político do Iêmen ou evitar novos confrontos entre forças leais a Saleh e tribos armadas que se opõem ao seu governo. No entanto, sugere que o presidente em exercício está usufruindo de seus poderes constitucionais apesar da grande influência da família e do círculo mais íntimo de Saleh.

 

O encontro foi o primeiro entre a aliança de partidos da oposição e Hadi, que assumiu como presidente em exercício do Iêmen desde que Saleh foi para a Arábia Saudita no dia 5 de junho para realizar tratamento médico, devido a ferimentos causados em um ataque à mesquita do palácio presidencial na capital do país, Sanaa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.