Presidente fijiano declara apoio aos golpistas

O presidente fijiano, Josefa Iloilo, deposto com o primeiro-ministro, Laisenia Qarase, pelo levante militar de dezembro, manifestou nesta quinta-feira seu apoio aos golpistas após ser restituído no cargo pelo líder do golpe, o comodoro FrankBainimarama."Quero agradecer ao comandante (Bainimarama) e a seus homens quetomaram o poder e garantiram a segurança e também por terem devolvido o poder executivo", manifestou Iloilo em um curto discurso publicado pela versão eletrônica do jornal Fiji Times.Bainimarama tinha anunciado horas antes a devolução daPresidência a Iloilo, apesar da oposição do Grande Conselho deChefes, instituição tradicional fijiana com poderes para escolher o líder.Iloilo anunciou que estabelecerá um novo governo transitório atéque se realizem eleições e que estudará como outorgar a imunidade a Bainimarama e a suas tropas para legitimar o golpe de Estado.O programa do governo interino se baseará na Constituição,segundo Iloilo, que marcou como objetivos a melhora do nível de vida dos fijianos mais pobres, a reestruturação do Escritório dePropriedade das Terras Nativas e a luta contra a corrupção.O presidente fijiano disse que as eleições para reconduzir o país à democracia acontecerão assim que se assegure as condições sociais, econômicas e políticas necessárias e a liberdade de informação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.