Presidente foi destituído

O ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo foi destituído do cargo em junho deste ano após ter sofrido impeachment no Congresso. Ele foi considerado culpado por um confronto entre trabalhadores sem-terra e policiais, em Curuguaty, próximo da fronteira com o Brasil, que deixou 17 mortos.

O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2012 | 08h43

A destituição de Lugo, considerada "golpe" por alguns países latino-americanos como Venezuela e Equador e vista com ressalvas pelo Brasil, por ter sido executada sem tempo de o presidente se defender, acarretou na suspensão do Paraguai do Mercosul.

Com Assunção temporariamente fora do bloco, Brasil, Argentina e Uruguai efetivaram a entrada da Venezuela no Mercosul, que necessitava da aprovação paraguaia. Até então, Lugo evitava submeter a questão ao Congresso, dominado pela oposição conservadora. Os outros três países membros já haviam referendado a iniciativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.