Presidente indonésio manda prender chefe da polícia

O presidente da Indonésia, Abdurrahman Wahid, ordenou nesta quinta-feira a prisão do general Suroyo Bimantoro, chefe da polícia nacional. Bimantoro foi demitido por Wahid por não apoiar o estado de emergência que o presidente indonésio quer decretar para se manter no poder, mas não aceitou a demissão do cargo de chefe da polícia. Ele diz que Wahid não tem poderes para demiti-lo e apenas o parlamento pode determinar sua demissão. O porta-voz presidencial, Yahya Stakuf, disse que Wahid ordenou às autoridades que "tomem medidas firmes contra os insubordinados", incluindo Bimontoro. O chefe da polícia de Jacarta, Sofyan Yacob também corre o risco de ser preso. Stakuf, entretanto, disse que a ordem de prisão ao chefe de polícia deve partir do ministro de Defesa e Segurança, Agum Gumelar, e do chefe interino da polícia nacional, o tenente-general Chaerruddin Ismail.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.