Reuters
Reuters

Presidente interino toma posse no Egito após golpe militar e queda de Morsi

'Eu juro preservar o sistema da república e respeitar a Constituição e a lei, e proteger os interesses do povo', disse Adly Mansour, presidente do Tribunal Constitucional do Egito

Agência Estado

04 de julho de 2013 | 07h01

O presidente do Tribunal Constitucional do Egito, Adly Mansour, foi empossado como presidente interino do país nesta quinta-feira, 4, substituindo Mohammed Morsi, que foi deposto pelos militares na quarta-feira, 3.

"Eu juro preservar o sistema da república e respeitar a Constituição e a lei, e proteger os interesses do povo", disse Mansour durante a cerimônia no Supremo Tribunal Constitucional. O evento foi transmitido ao vivo pela rede estatal de televisão. 

De acordo com o decreto militar, Mansour deverá servir como líder interno até que um novo presidente seja eleito. A data da votação ainda deverá ser definida.

Na quarta-feira, os militares depuseram Morsi, que assumiu o cargo há um ano como o primeiro presidente democraticamente eleito do Egito. O Exército agiu para tirar Morsi do poder depois que milhões de egípcios foram às ruas nesta semana para exigir sua renúncia. Morsi está sob prisão domiciliar em um local não revelado. 

Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.
Tudo o que sabemos sobre:
egitocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.