Presidente interino volta ao país após 2 meses

O presidente interino do Mali, Dioncounda Traoré, voltou ao país ontem, dois meses após ser espancado por apoiadores de Amadou Sanogo, militar que liderou o golpe de Estado de março. Traoré assumiu a presidência após a os golpistas concordarem em passar o poder a um governo civil provisório. Em maio, ele foi atacado em seu gabinete. Levado inconsciente ao hospital, continuou seu tratamento na França.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.