Presidente israelense anuncia eleições antecipadas

Após uma reunião na manhã desta terça-feira com o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, o presidente de Israel, Msohe Katsav, deu uma entrevista coletiva anunciando a dissolução do Parlamento e a convocação de eleições antecipadas em um prazo de 90 dias. O pleito deverá acontecer em 4 de fevereiro de 2003. Segundo Katsav, o primeiro-ministro não apresentou ainda sua carta de demissão, necessário para iniciar o processo de uma nova eleição. Minutos depois, em seu gabinete, Sharon confirmou a notícia e declarou que ?eleições agora não são o que o país precisa?, mas que não há outra escolha. Após ser abandonado pelo Partido Trabalhista, em 30 de outubro, Sharon sofreu uma grande pressão para convocar eleições desde que fracassou na construção de uma coalizão com extrema direita da União Nacional.Com a debandada dos trabalhistas, devido a uma disputa sobre o financiamento de assentamentos judeus, Sharon ficou com 55 deputados em um parlamento de 120 cadeiras, ou seja, perdeu a maioria para governar. A aliança com a União Nacional, que tem sete cadeiras no legislativo israelense, seria a única saída do primeiro-ministro. O mandato de Sharon seria até outubro do ano que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.