Presidente italiano pede que Prodi fique no governo

O presidente italiano, Giorgio Napolitano, pediu a Romano Prodi neste sábado, 24, para que continue no cargo de primeiro-ministro da Itália e enfrente um novo voto de confiança no Parlamento, para que haja um fim imediato à crise iniciada dois dias atrás com a anúncio de sua renúncia.Napolitano anunciou sua decisão depois de dois dias de reunião com líderes partidários e recebeu a confirmação de que Prodi terá o apoio necessário do Parlamento."Eu vou buscar um voto de confiança o quanto antes, com novo ímpeto e uma coalizão de união", disse Prodi, depois de se reunir com o presidente.A queda do governo de Prodi aconteceu na quarta-feira, 21, depois de ele perder no Senado uma votação sobre as linhas de política externa. Ele não contou com o apoio de dois parlamentares de sua coalizão e de alguns senadores vitalícios.O Executivo de Prodi se sustentou durante 281 dias, com uma ampla coalizão de centro-esquerda formada por 16 partidos. Logo no início surgiram divisões em questões importantes, como a política externa, por exemplo a presença das tropas no Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.