Presidente paquistanês diz que Irã tem intenções pacíficas

Líder apostou também na cooperação regional entre seu país, Irã e Afeganistão

Entrevista com

Efe,

10 de março de 2009 | 07h02

O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, expressou sua confiança nas intenções pacíficas do programa nuclear iraniano e pediu à comunidade internacional que estabeleça um diálogo com o regime dos aiatolás. Em entrevista à agência oficial de notícias iraniana Irna, o líder apostou também na cooperação regional entre seu país, Irã e Afeganistão como a melhor maneira para estabilizar a região e erradicar o terrorismo internacional. "O Irã iniciou seu programa para o desenvolvimento de energia atômica com objetivos totalmente pacíficos em mente e sem a necessidade de possuir armas nucleares", afirmou Zardari, que nesta terça-feira, 10, começa visita oficial a Teerã. "Acho que antes de falar de maior pressão, os países devem dar um passo adiante, interagir e sustentar um diálogo com o Irã", reiterou Zardari, cujo país possui um arsenal nuclear como o que, segundo os EUA e a comunidade internacional, o Irã persegue ter de forma secreta. Zardari se unirá ao presidente afegão, Hamid Karzai, e a outros seis líderes regionais na cúpula da Organização de Cooperação Econômica (ECO), que acontece amanhã na capital iraniana. Ainda hoje está previsto que tanto Zardari como Karzai sejam recebidos pelo presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoIrãAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.