Presidente peruano irá legislar por decreto por 60 dias

O Congresso do Peru garantiu nesta sexta-feira, 27, ao presidente do país, Alan Garcia, poder para legislar por decreto em assuntos relacionados ao tráfico de drogas, terrorismo e crime organizado. Ele prometeu "uma mão pesada" para atacar os problemas.A votação no Congresso terminou em 49-7 na noite de quinta-feira, permitindo ao presidente reformar a legislação antidrogas e criminal por um período de 60 dias sem requerer aprovação congressista.Vinte e dois legisladores da oposição abandonaram a sessão antes de votar, em protesto à medida. "Precisamos da mão castigadora do Estado" para lutar contra o tráfico de drogas, disse Garcia em uma cerimônia nesta sexta-feira, onde agradeceu o Congresso por ter aprovado a medida.O Peru não pode ter "espaços vazios legais para que o tráfico, o terrorismo violento, a corrupção, a lavagem de dinheiro e as atividades em gangue avancem", acrescentou o presidente. Pesquisas recentes mostram que o crime é a principal preocupação dos peruanos. Presidentes anteriores também receberam poderes similares para reformar certas áreas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.