Presidente peruano pede renúncia de primeira-ministra

O presidente do Peru Alejandro Toledo pediu ontem à noite a renúncia da primeira-ministra Beatriz Merino, por conta das denúncias de corrupção que a atingiram. Além de Beatriz, Toledo pediu igualmente a renúncia de todo o gabinete por ela liderado nos últimos seis meses, um total de 15 ministros, bem como de seus principais conselheiros. No anúncio, o presidente informa que na segunda-feira, quando Beatriz volta de uma viagem aos Estados Unidos, serão feitas as substituições nos ministérios. Tradicionalmente, os ministros peruanos costumam oferecer seus cargos no fim do ano. Mas o comunicado de Toledo foi visto como uma reafirmação de poder face aos "recentes acontecimentos políticos", como salienta o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.