Presidente pode convocar eleições na Ucrânia

O presidente ucraniano, Viktor Yushchenko, estabeleceu o dia de hoje como prazo para que o Parlamento forme uma coalizão para governar o país. Caso contrário, serão realizadas novas eleições. Durante uma reunião com deputados aliados, Yushchenko acusou a primeira-ministra Yulia Tymoshenko de colocar o país "à beira do abismo". Yushchenko sinalizou que as conversas devem continuar, porém parlamentares disseram que o presidente tende a adiantar as eleições, fazendo esse anúncio hoje ou amanhã.Já Yulia acusa Yushchenko de tentar tirá-la da disputa pela presidência em 2010. Para ela, o presidente não se esforça para tentar salvar a coalizão, mesmo sabendo que outra eleição irá prejudicar muito o país, fortemente atingido pela crise financeira internacional. Os dois lideraram a Revolução Laranja, em 2004, que levou Yushchenko à presidência e deixou o país mais próximo do Ocidente. Porém disputas por poder e divergências sobre política externa têm minado o relacionamento da dupla.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.