Presidente renuncia e queixa-se do Ocidente

O presidente interino da Somália, Abdullahi Yusuf, renunciou ontem e acusou o Ocidente de não apoiar seu governo, como prometido. O presidente do Parlamento vai assumir as funções de Yusuf até que seja eleito um novo presidente. O governo interino não conseguiu restabelecer a ordem no país, tomado pela violência desde o fim da ditadura, em 1991.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.