Presidente russo não acha que Irã responderá à oferta antes da cúpula do G8

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta terça-feira que não acha que o Irã responderá à oferta apresentada pelo sexteto de negociadores internacionais antes da cúpula dos sete países mais industrializados e a Rússia (G8) que será realizada em São Petersburgo entre os próximos dias 15 e 18."Gostaríamos muito que o Irã aceitasse a oferta do sexteto antes da cúpula do G8. Mas, pelo visto, isto não será possível", disse Putin durante seu discurso no fórum G8-Cívico 2006, que foi inaugurado nesta terça-feira em Moscou, segundo a agência Interfax.Putin ressaltou que a crise nuclear iraniana será "um dos assuntos fundamentais durante a cúpula" do G8 - EUA, Rússia, Japão, Canadá, Itália, França, Alemanha e Reino Unido -, que será realizada pela primeira vez em território russo.O chefe do Kremlin disse que a Rússia consultará os passos a dar com os colegas europeus - França, Alemanha e Reino Unido - para "garantir o acesso do Irã a tecnologias nucleares pacíficas, sob o controle permanente da AIEA".O Grupo 5+1 - os cinco membros do Conselho de Segurança da ONU (EUA, China, Rússia, Reino Unido e França) mais a Alemanha - deseja que o Irã responda à oferta antes do próximo dia 12, quando seus chanceleres realizarão consultas em Paris.O alto representante da União Européia para a Política Externa e de Segurança Comum, Javier Solana, apresentou ao governo iraniano em 6 de junho uma oferta que inclui incentivos, como tecnologia para reatores de água leve, em troca de que o Irã abandone definitivamente seu programa de enriquecimento de urânio.Caso o Irã rejeite a proposta, o país pode ser alvo de sanções, que seriam adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU.O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse no final do mês passado que seu governo não responderá a esta proposta antes do fim de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.