Presidente se irrita com pressão de jornalista

CARACAS

Roberto Lameirinhas ENVIADO ESPECIAL / CARACAS, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

Uma pergunta da jornalista Andreina Flores, correspondente em Caracas da Rádio France-Internacional e da Rádio RCN, da Colômbia, irritou na segunda-feira à noite, o presidente Hugo Chávez. A repórter perguntou a Chávez como se explicava que, com votações parecidas, o partido governista tinha conquistado quase 60% das cadeiras do Legislativo e a oposição, apenas 40%. "Você conhece essa Constituição, Andreina?", disse Chávez, acrescentando que a rádio francesa difundia "mentiras" sobre a "revolução bolivariana".

"Essa era uma eleição proporcional, Andreina", dizia Chávez, pronunciando o nome da jornalista entre os dentes. "Eu estou falando e você não está anotando... Se quiser um lápis, te empresto", prosseguia. "Me preocupo que você continue ignorando as leis desse país, Andreina."

A rádio francesa protestou contra o tratamento destinado à jornalista e negou que tenha divulgado informações falsas sobre o governo venezuelano.

Na mesma entrevista, Chávez anunciou um programa habitacional de US$ 1 bilhão e reiterou a intenção de dar início a um programa nuclear para fins de geração de energia elétrica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.