Presidente sérvio escapa de suposto atentado

O presidente sérvio, de posição pró-ocidental, Boris Tadic, sobreviveu ao que parece ter sido uma tentativa de assassinato. Um automóvel tentou várias vezes atingir o veículo em que estava, mas foi impedido por carros da segurança.O incidente ocorreu na noite de terça-feira no centro de Belgrado. Um Audi preto tentou se chocar contra o carro de Tadic, mas um veículo com agentes de segurança o impediu e o presidente deixou a área ileso.A motivação do ataque é desconhecida. Em março de 2003, o primeiro-ministro da Sérvia Zoran Djindjic, também com posição pró-ocidental, foi assassinado a tiros em seu escritório no centro de Belgrado. Paramilitares relacionados com Slobodan Milosevic enfrentam processos pelo assassinato, acusados de ter cometido o crime para permitir a volta de aliados do ex-presidente ao poder.Tadic, considerado o político sérvio de maior popularidade, é odiado por nacionalistas que se opõem a suas políticas favoráveis ao ocidente e a sua posição em favor da extradição de suspeitos por crimes de guerra para serem julgados pelo tribunal da ONU em Haya, na Holanda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.