Presidente sérvio faz rara visita a Kosovo

O presidente da Sérvia, Boris Tadic, fez hoje uma rara visita a Kosovo. Tadic recebeu uma licença especial para visitar a região a fim de celebrar a Páscoa Ortodoxa Sérvia. É sua segunda visita ao local desde que Kosovo declarou independência da Sérvia, no ano passado. Enquanto isso, os novos líderes da ex-província sérvia entraram com uma ação na Corte Internacional de Justiça para defender sua declaração de independência.

AE-AP, Agencia Estado

17 de abril de 2009 | 16h28

Muitos em Kosovo veem a visita de Tadic como uma tentativa de minar a nação e assegurar a autoridade sérvia sobre o território. A visita foi liberada por motivos religiosos pelo primeiro-ministro de Kosovo, Hashim Thaci, um albanês étnico, após uma intervenção do representante internacional de Kosovo Peter Feith. Thaci disse esperar que Tadic não fizesse nenhum comentário político, pois com isso correria o risco de ser proibido de entrar em Kosovo no futuro.

"Paz para os sérvios, albaneses, para todos aqueles que vivem em Kosovo, na nossa Sérvia", disse Tadic a jornalistas, após uma cerimônia religiosa em um monastério sérvio ortodoxo do século 14. A Sérvia condenou a declaração de independência de Kosovo, de fevereiro de 2008, e pediu à Corte Internacional de Justiça que a considere ilegal. Kosovo recebeu forte apoio dos Estados Unidos e de importantes nações da União Europeia (UE). Até agora, 57 países reconheceram Kosovo como um Estado independente.

Tudo o que sabemos sobre:
SérviaKosovovisita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.