Presidente sírio faz rara aparição em manifestação

O presidente da Síria, Bashar Assad, se juntou a milhares de partidários nesta quarta-feira numa aparição pública extremamente rara, durante uma manifestação na capital Damasco. Assad disse à multidão que foi buscar a força dos participantes e prometeu combater o "terrorismo".

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2012 | 11h11

Assad, de 46 anos, estava cercado por guardas de segurança ao aparecer para a multidão e vestia-se de forma mais casual do que o costume, usando um paletó, mas sem gravata.

"Eu quis estar com vocês então eu posso buscar a forças de vocês, tendo em vista tudo o que a Síria vem passando", disse ele. "Graças a vocês, eu numa me senti fraco", declarou.

"É importante que mantenhamos nossa fé no futuro. Eu tenho fé no futuro e que sem dúvida vamos triunfar sobre essa conspiração", afirmou o presidente.

"Sem dúvida vamos vencer a conspiração, que está chegando ao fim, o que também será seu fim (dos conspiradores) e de seus planos", disse ele em meio a aplausos de seus partidários.

Assad tem feito pouquíssimas aparições públicas desde o início do levante contra seu governo, iniciado dez meses atrás. Ele afirma que a revolta é trabalho de conspiradores que recebem ajuda externa. Na terça-feira, ele ameaçou agir com "punhos de aço" contra os que ameaçam seu regime. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaAssadmanifestaçãoapoio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.