Presidente somali quer melhorar relação com Etiópia

O novo presidente da Somália, xeque Sharif Sheik Ahmed, afirmou que deseja melhorar as relações com a Etiópia. Ahmed, um líder islamita moderado, tomou posse como novo presidente da Somália no sábado, após ter sido eleito pelo Parlamento para estabilizar um país destruído pela violência e anarquia por quase 20 anos. O último presidente do país, o ex-soldado rebelde Abdullahi Yusuf, renunciou em dezembro por fracassar em levar a paz ao país durante seus quatro anos de mandato. Segundo Ahmed, é preciso melhorar as relações com o vizinho para que os somalis tenham paz.A Somália e a Etiópia travaram uma guerra no fim da década de 1970. Tropas etíopes partiram para o território somali em dezembro de 2006, a convite do governo da Somália, para derrubar um grupo islâmico. Ahmed era um importante líder do grupo. Desde sua eleição, o presidente passou a dividir o poder com seus aliados da época de extremismo.A Somália não tem um governo que controle de fato o país há 18 anos. A população sofre com o caos e a pirataria é um grande problema nas águas somalis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.