Presidente ucraniano ordena corredor para saída de civis

O novo presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, ordenou que oficiais de segurança do país criem um corredor para a saída segura de civis do leste ucraniano, região que há dois meses é palco de ataques da insurgência pró-Rússia.

Agência Estado

10 de junho de 2014 | 09h30

Em comunicado divulgado nesta terça-feira, Poroshenko ordenou que agências de segurança organizem meios de transporte e locais para a realocação com o objetivo de ajudar civis a deixarem as áreas afetadas.

Em maio, a agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) disse que as tensões na Ucrânia haviam resultado em cerca de 10 mil desalojados, tanto da anexação russa da Crimeia quanto da violência no leste do país.

O breve comunicado de Poroshenko não deu detalhes sobre onde os civis serão realocados ou que tipo de acomodação estará disponível para eles.

Durante sua posse, no sábado, Poroshenko disse que concederia anistia a qualquer insurgente que baixasse suas armas e não estivesse envolvido no derramamento de sangue. Na ocasião, ele encorajou a criação de um corredor de segurança para que os rebeldes fossem para a Rússia, mas descartou qualquer possibilidade de negociação com "gângsters e assassinos" que fizessem parte do grupo. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.