Presidentes de Congo e Ruanda tentam conter tensão

Os presidentes do Congo, Joseph Kabila, e da Ruanda, Paul Kagame, reuniram-se em Uganda para conversas de emergência em uma tentativa de frear as crescentes tensões entre os líderes e seus países. Uma rebelião que parece ter sido apoiada por Ruanda tomou Goma, cidade de cerca de 1 milhão de habitantes no leste do Congo.

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 11h33

Um diplomata ugandense envolvido nas negociações disse nesta quarta-feira que os presidentes se reuniram na noite de ontem na capital de Uganda, Kampala. Ele afirmou que o presidente da Uganda vai mediar as conversas durante o dia de hoje.

A fonte também informou que Kabila pode se ver obrigado a entrar em negociação direta com rebeldes do M23, movimento que tomou parte de Goma, uma cidade estratégica no leste congolês. O governo do Congo já havia advertido que não negociaria com os rebeldes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CongoRuandanegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.