Presidentes de Cuba e China se reúnem e assinam acordos

Raúl Castro concedeu a Xi Jinping  máxima condecoração de Havana pela 'sábia condução' na construção do socialismo 

O Estado de S. Paulo

23 Julho 2014 | 10h57

HAVANA - Os presidentes de Cuba, Raúl Castro, e da China, Xi Jinping, se reuniram na terça-feira 22 em Havana e presidiram o ato oficial de assinatura de 29 acordos de cooperação para fortalecer as relações entre os dois países.

Os dois chefes de Estado destacaram a vontade de continuar desenvolvendo de forma "plena e integral" as relações com ênfase na agenda econômica bilateral e trataram de temas internacionais.

Castro e Xi também presenciaram a assinatura de novos acordos de cooperação entre os dois governos que abrangem a concessão de duas linhas de crédito por parte da China a Cuba, uma livre de juros e outra destinada à construção de um terminal multiuso em Santiago de Cuba.

O presidente cubano concedeu ao líder chinês a ordem "José Martí", máxima condecoração de Havana, "pela amizade e solidariedade demonstradas" ao povo cubano e por "sua sábia condução" na construção do socialismo na China com "uma clara visão das condições e características específicas desse grande país".

Xi realiza uma visita oficial de dois dias a Cuba, a última escala de seu giro pela América Latina, onde visitou também Brasil, Argentina e Venezuela. A China é o segundo maior parceiro comercial de Cuba, com trocas que chegaram a US$ 1,88 bilhão em 2013, segundo dados oficiais. /EFE

Mais conteúdo sobre:
CubaChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.