Preso adolescente que fez crianças reféns na França

A polícia prendeu o adolescente de 17 anos que, armado com espadas, fez reféns hoje cerca de 20 crianças e um professor de um jardim de infância. Todas as crianças foram libertadas com segurança do colégio em Besançon. Um funcionário da cidade disse que os menores estavam na escola Charles Fourier. As autoridades não tinham autorização para revelar suas identidades, segundo as políticas de seus órgãos.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2010 | 10h48

Inicialmente, catorze delas haviam sido libertadas, mas seis ficaram mais tempo reféns dentro do colégio, informou um oficial. Policiais, que se comunicavam com o jovem por telefone, entraram no local para encerrar a crise. O prefeito de Besançon, Jean-Louis Fousseret, disse que o adolescente estava em tratamento para depressão, mas não vinha tomando seus remédios nos últimos dias. O prefeito não confirmou os relatos de que o adolescente teria pedido uma arma para cometer suicídio.

Os familiares recebiam assistência psicológica e médica durante a crise, disse o assistente do prefeito Jean-Marc Magda à emissora BFM-TV. Uma unidade especial da polícia foi enviada desde Estrasburgo para ajudar a polícia local nas operações. Não se sabe quais são os motivos do adolescente. A escola fica no oeste de Besançon, em um bairro com uma grande população de imigrantes. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.