Preso britânico que roubou 171 toneladas de trilhos de ferrovia

O ladrão que usou um guindaste pararoubar cinco carregamentos de trilhos de uma das maioresferrovias da Grã-Bretanha foi sentenciado a quase três anos deprisão. Anthony Porretta, 53, comandou o roubo de 171 toneladas detrilhos de aço, no valor de 83 mil libras, para vendê-los parao ferro velho. Ele usou um guindaste para encher cinco caminhões com omaterial, que estava na beira da linha, enquanto os engenheirostrabalhavam na vila de Acton Turville, Gloucestershire. Porretta, que vivia em Newport, South Wales, vendeu ostrilhos para um ferro velho em sua cidade natal, aproveitandoas altas recentes nos preços dos metais. Ele foi sentenciado a dois anos e nove meses de prisãodepois de confessar a culpa na corte de Bristol Crown. Asacusações contra quatro outras pessoas foram retiradas. A polícia disse que ele poderia ter causado um acidente,pois removeu os trilhos nas primeiras horas do dia 1o dedezembro de 2006. "Um pedaço da linha poderia ter acertado um trem quepassava, causando um sério acidente", disse o Inspetor DetetiveAtivo Jon Rawson, da Polícia de Transportes Britânica (PTB). O chefe da PTB, Ian Johnston, qualificou o roubo de metalcomo o segundo maior desafio da polícia, atrás apenas doterrorismo. Entre janeiro e o meio de junho, houve 1.169 casosregistrados de roubo de metal e 235 prisões. Além das ferrovias, os ladrões roubam fios de cobre, o queocasiona atrasos e reparos caros para a linha de ferrovias. (Por Peter Griffiths)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.