Preso "caronista" em avião que acompanha Bush

Um homem foi detido pela polícia depois de agentes de segurança americanos descobrirem que ele havia voado ilegalmente da África do Sul para Uganda no avião dos jornalistas que acompanham o presidente dos EUA, George W. Bush, em uma viagem à África. O Boeing 747 fretado da United Airlines transportava cerca de 130 membros da imprensa, funcionários da Casa Branca e agentes do serviço secreto. O vice-diretor do serviço secreto, Mark Sullivan, disse que o presidente não esteve em perigo em nenhuma ocasião, mas, apesar de os jornalistas viajarem em um avião diferente de Bush, eles geralmente ocupam quartos na mesma área de eventos do presidente. O homem, um sul-africano, garantiu era jornalista, mas não tinha credenciais, nem passaporte. Ele estava desarmado, segundo Sullivan.

Agencia Estado,

11 Julho 2003 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.