Preso é inocentado depois de 27 anos

O britânico Sean Hodgson, de 57 anos, foi libertado ontem depois de ter passado 27 anos preso por um assassinato que não cometeu. A revisão da pena foi possível graças a um teste de DNA que provou que Hodgson não esteve envolvido na morte de Teresa De Simone, estrangulada dentro de um carro, em 1979, na cidade de Southampton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.