Preso empresário envolvido na morte do prefeito de Nagasaki

O presidente de uma empresa do setor de construção foi detido por seu suposto envolvimento no assassinato de Itcho Ito, prefeito de Nagasaki (sudoeste do Japão), que morreu após ser atingido por um tiro no último dia 17.Segundo fontes policiais citadas pela agência local "Kyodo", o detido é Hiromi Ogawa, de 60 anos e amigo do mafioso Tetsuya Shiroo, detido no mesmo dia do incidente, logo após atingir Ito pelas costas. Ogawa foi detido por dar carona a Shiroo até o local onde disparou contra o prefeito.O detido assegurou à Polícia que desconhecia as intenções de seu amigo, que tinha lhe emprestado no passado ¥ 80 milhões (cerca de US$ 675.000) para financiar as atividades de sua empresa.A construtora de Ogawa tentou, sem sucesso, obter um crédito de uma instituição financeira com apoio municipal, e finalmente se declarou em quebra em 2004, com dívidas de ¥ 50 milhões (US$ 425.000). Segundo a Polícia japonesa, o empresário será interrogado em relação a essa dívida.Ito, de 61 anos, foi assassinado por Shiroo, membro da Yakuza (máfia japonesa), quando participava da campanha às eleições municipais, em que buscava seu quarto mandato consecutivo como prefeito de Nagasaki.As balas, atiradas de um metro de distância, atravessaram seu coração e o pulmão. Embora Ito tenha sido operado de urgência num hospital local, ele morreu na madrugada do dia seguinte. Shiroo, de 59 anos, pertence à quadrilha mafiosa Suishin-kai, filiada ao principal grupo da Yakuza, Yamaguchi-gumi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.