Preso francês suspeito de atentados no Marrocos

A polícia marroquina deteve um cidadão francês procurado por supostos vínculos com os atentados suicidas de 16 de maio contra Casablanca, nos quais morreram 31 pedestres e 12 extremistas, disseram autoridades locais. Após operações de busca, a polícia prendeu Robert Richard Antoine Pierre na cidade de Tânger, no norte do Marrocos, onde vivia ao lado da mulher marroquina, revelaram policiais.A polícia começou a procurá-lo depois de diversos outros suspeitos terem-no denunciado, alegando que o francês teria ordenado os atentados, disseram fontes sob condição de anonimato.Pierre, de 28 anos, é o primeiro estrangeiro implicado na série de cinco ações suicidas praticamente simultâneas contra alvos judaicos e espanhóis e um hotel em Casablanca, a maior cidade do Marrocos. Dezenas de marroquinos já foram detidos no decorrer das investigações.Autoridades marroquinas diziam ter certeza de que uma rede extremista internacional estaria por trás dos atentados. No entanto, até que começassem a perseguir Pierre, não haviam oferecido nenhuma evidência de que estrangeiros poderiam estar envolvidos na ação. Pierre converteu-se ao Islã e vive em Tânger desde 1996.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.