Preso homem que invadiu agência de notícias na China

A polícia da cidade de Beijing, na China, prendeu o homem que invadiu a filial da agência de notícias Reuters, nesta quarta-feira, afirmando ter uma bomba em seu poder. Segundo testemunhas, ele se entregou sem resistência. Vários jornalistas ficaram reféns do agressor cerca de três horas. Segundo os policiais, nenhuma bomba foi encontrada com o homem que se identificou como Fang Qinghui, um ex-motorista desempregado há cinco anos. Suspeita-se que o agressor tenha problemas mentais. Ele invadiu a sala da Reuters, localizada em um prédio na cidade chinesa de Beijing, e exigiu que a agência divulgasse a corrupção existente no governo chinês. Alguns jornalistas conseguiram escapar e chamaram a polícia, que evacuou o prédio e iniciou a negociação com o suposto homem-bomba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.