Preso homem que ordenou atentado contra sinagoga na Turquia

A polícia turca conseguiu um grande avanço hoje nas investigações sobre os recentes atentados terroristas no país com a prisão do homem que ordenou e ajudou a planejar o atentado do dia 15 contra a sinagoga de Beth Israel, no centro de Istambul. Nesse dia, ataques suicidas quase simultâneos a Beth Israel e à sinagoga de Neve Shalom mataram 23 pessoas.Não foi divulgado o nome nem a nacionalidade do terrorista, detido em Gurbulak, no leste da Turquia, quando tentava fugir do país através da fronteira com o Irã, usando passaporte falso. De acordo com o subchefe da Polícia, Halil Yilmaz, ele elaborou os planos do atentado a Beth Israel. "Ele foi até a área da sinagoga Beth Israel com outros atacantes no dia da explosão e deu a ordem para o ataque", disse Yilmaz.Como parte do inquérito, o homem foi levado na manhã de hoje até as destroçadas sinagogas. A TV turca NTV mostrou um homem barbudo, algemado e aparentando não ter mais de 30 anos, falando com um investigador e cercado por outros policiais.Yilmaz não especificou se ele era apenas um chefe local de um grupo terrorista e nem se há outro líder do ataque. Também não ficou claro se ele está envolvido no atentado a Neve Shalom e nos outros dois ocorridos no dia 20, contra o consulado e um banco britânicos, em Istambul. Morreram 38 pessoas nesses dois ataques, também quase simultâneos.Cerca de 20 pessoas foram presas por envolvimento nas ações terroristas. Os homems-bomba das sinagogas foram identificados como Mesut Cabuk e Gokhan Elaltunas, da cidade de Bingol, numa área pobre do sudeste. A polícia ainda não descobriu o nome dos suicidas dos outros ataques, mas dá como certo que também eram militantes islâmicos turcos. A mulher de Cabuk foi detida hoje e levada para Istambul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.