Preso homem que queria jogar avião contra o Banco Central europeu

Um homem seqüestrou hoje um avião monomotor e ameaçou jogá-lo contra o prédio do Banco Central da Europa, na capital financeira da Alemanha, Frankfurt, antes de aterrissar o avião e ser detido. O piloto, identificado pela rede de TV alemã NTV como Franz-Stefan Strammabach, disse à emissora que queria chamar a atenção para uma astronauta que morreu quando o ônibus espacial norte-americano Challenger explodiu após decolar, em janeiro de 1986. Ele disse que não queria ferir ninguém, mas pretendia cometer um suicídio quando o combustível do avião estivesse terminando.O aeroporto de Frankfurt ficou fechado, os prédios altos da cidade foram esvaziados e caças do Exército patrulharam os céus, enquanto o seqüestrador voou em círculos por mais de duas horas antes de aterrissar. O incidente lembrou os ataques de 11 de setembro nos EUA, mas um porta-voz do Controle de Tráfego Aéreo da Alemanha disse não acreditar que haja alguma ligação com o terrorismo."Quero tornar minha ídolo Judith Resnik famosa", disse o homem à rede NTV. "Quero chamar a atenção para a primeira astronauta judaica." O seqüestrador não revelou por que ele queria atingir o prédio do Banco Central Europeu, que determina as taxas de juros para centenas de milhões de europeus em 15 países.O porta-voz do Controle Aéreo disse que o homem seqüestrou o pequeno avião - um Super-Dimona HK 36 TC - no aeroporto de Babenhausen, sudoeste de Frankfurt às 14h55 locais (11h55 de Brasília). O homem ameaçou o piloto do avião com uma arma, então tomou os controles e decolou. Ele se manteve em contato com a torre de controle do aeroporto o tempo todo. A polícia enviou um helicóptero para tentar forçar o avião a afastar-se da cidade, enquanto dois caças o vigiavam a curta distância.Não estava claro se o piloto foi forçado a aterrissar ou se foi convencido. Uma arma foi encontrada com o seqüestrador que, segundo fontes policiais, parecia ser um desequilibrado mental.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.