Preso homem que tentou sequestrar avião saudita

A companhia aérea Saudi Arabian Airlinesrevelou que forças especiais impediram que um de seus aviõesfosse seqüestrado nesta terça-feira. O avião, um Airbus 300, que partiude Cartum, capital do Sudão, e que se dirigia a Jidá,transportava 185 passageiros e 19 tripulantes. "Um passageiro armado com uma pistola seqüestrou o avião,mas as forças especiais a bordo o desarmaram imediatamente e oprenderam com a ajuda da tripulação", disse a companhia em umcomunicado publicado pela Agência de Imprensa Saudita. O avião retornou e aterrissou em Cartum e a polícia sudanesaestava interrogando o seqüestrador. Todos os passageiros e atripulação estão sãos e salvos. Segundo um comunicado emitido pela companhia aérea, o vôo 450partiu de Cartum às 10h15 (horário local), e o homem armadotentou sequestrá-lo 22 minutos depois. Quando o avião aterrissou em Cartum, agentes de segurançarevistaram o parelho em busca de explosivos, mas nada foiencontrado, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior doSudão, major-general Sayyd al-Husseini. O seqüestrador tem cerca de 35 anos de idade e portava umapistola. De acordo com Husseini, o homem, que não foiidentificado, sofreu alguns ferimentos leves enquanto resistia àprisão. Segundo uma fonte de segurança da Arábia Saudita, que pediupara não ser identificada, o homem tem cidadania saudita e, poreste motivo, o reino pedirá sua extradição. A fonte se recusou aresponder se se tratou de um ato terrorista. Ela disse tambémque a maioria dos passageiros era formada por sudaneses quetrabalhavam na Arábia Saudita.

Agencia Estado,

15 de outubro de 2002 | 17h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.