Preso na França um suposto membro da Al-Qaeda

As autoridades francesas detiveram um homem de origem argelina que pode ser um ativista de alto nível do grupo terrorista Al-Qaeda, fundado pelo milionário saudita Osama bin Laden. Said Laidouni, disseram funcionários da polícia e judiciais, foi detido em 24 de dezembro e preso por ordem de um juiz por violar uma determinação para que comparecesse regularmente perante as autoridades. Laidouni foi colocado sob investigação em fevereiro de 1999 como parte da pesquisa sobre suas supostas atividades terroristas no Afeganistão. Foi libertado no mesmo mês por ordem do juiz Jean-Louis Brugire, que exigiu em troca seu comparecimento regular perante as autoridades. Funcionários judiciais disseram que Laidouni nunca acatou a ordem. As autoridades emitiram uma ordem de prisão em fevereiro do ano passado, e ele foi detido Bobigny, um subúrbio de Paris, em 24 de dezembro. Cidadão francês e veterano da guerra na Bósnia, Laidouni supostamente teria sido recrutado pela Al-Qaeda em Londres e, após treinar pessoal no Afeganistão em 1998, retornou à Europa para criar uma rede terrorista, disseram os funcionários. Segundo a rádio Europa-1, a CIA interceptou um telefonema de Laidouni e preveniu as autoridades francesas a respeito. Leia o especial

Agencia Estado,

11 Janeiro 2002 | 15h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.