Preso passageiro que tentou desviar avião para Sochi

Um passageiro a bordo de um avião com destino a Istambul alegou que havia uma bomba a bordo e tentou sequestrar a aeronave e desviá-la para a cidade russa de Sochi, onde é disputada a edição deste ano dos Jogos Olímpicos de Inverno.

AE, Agência Estado

07 de fevereiro de 2014 | 17h58

O avião pousou em segurança em Istambul, mas todas as mais de cem pessoas continuaram a bordo na pista do aeroporto Sabiha Gokcen por mais de duas horas enquanto um esquadrão antibombas vasculhava a aeronave.

Segundo a emissora turca de televisão TRT, o homem, identificado como cidadão ucraniano, entregou-se à polícia depois de uma tensa negociação, mas não havia confirmação oficial por parte do Ministério dos Transportes da Turquia.

O avião partiu da cidade ucraniana de Kharkov com destino a Istambul. Segundo Habib Soluk, subsecretário de Transportes da Turquia, o homem em questão levantou-se de seu assento, avisou que havia uma bomba a bordo e tentou entrar na cabine dos pilotos, mas ela estava fechada. O piloto comunicou à torre de controle a tentativa de sequestro e o aeroporto foi colocado em alerta. Caças de combate escoltaram a aeronave.

Por meio de nota, a companhia Pegasus Airlines confirmou a existência de uma ameaça de bomba do avião, que levava 110 passageiros. Ainda não se sabe se alguém ficou ferido. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaaviãoameaçaSochi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.