Preso suspeito de filmar execução de Saddam com celular

O suspeito de ter gravado imagens da execução de Saddam Hussein com um telefone celular foi preso nesta quarta-feira, segundo um conselheiro do primeiro-ministro iraquiano Nouri al-Maliki, que não quis se identificar. De acordo com ele, o detido é "um oficial que supervisionou a execução" e que está "sob investigação".A TV estatal do Iraque levou ao ar um vídeo oficial do enforcamento, que não tinha áudio e não mostrava o exato momento da morte de Saddam. Mas o vídeo do celular mostrava o líder deposto sendo ofendido em seus últimos momentos, com testemunhas gritando "vá para o inferno" antes de ele ser enforcado.As imagens foram ao ar na rede de TV Al-Jazira e colocadas na Internet, desencadeando protestos entre os sunitas, que perderam seu status preferencial no Iraque quando Saddam foi deposto, e em todo o mundo."Quem fez isso (o vídeo) será punido", assegurou o general Abdel Karim Khalaf, porta-voz do ministério do Interior iraquiano, que confirmou à TV Al Arabiya a prisão do suspeito de ser autor do vídeo, segundo o jornal italiano La Repubblica.Saddam Hussein foi julgado e condenado pela morte de 148 xiitas em 1982.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.