Preso suspeito de levar imigrantes ilegais em navios

A polícia da Indonésia anunciou nesta terça-feira que prendeu um afegão suspeito de levar ilegalmente pessoas em busca de asilo para a Austrália, incluindo um grupo cujo barco afundou no dia 21 de junho, deixando pelo menos 17 mortos e mais de 70 desaparecidos.

AE, Agência Estado

03 de julho de 2012 | 11h21

O porta-voz da polícia, general Anang Iskandar, afirmou que Dawood Amiri foi em preso em Jacarta na sexta-feira. Iskandar disse que o afegão possui conexões com uma quadrilha que contrabandeia afegãos e paquistaneses para a Indonésia através do Irã. Amiri, então, organizava navios para transportar as pessoas até a Austrália. Ele disse para a polícia que coordenou outras três viagens, além do navio que naufragou.

Dois barcos que iam em direção à Austrália afundaram no mês passado, matando 90 pessoas no total. Isso levou os governos da Indonésia e Austrália a reforçarem seus laços marítimos. A primeira-ministra australiana Julia Gillard e o presidente indonésio Susilo Bambang Yudhoyon reuniram-se nesta terça-feira para discutir o problema.

"Eu saúdo a forte cooperação que temos com a Indonésia quanto ao problema entrada ilegal de imigrantes, bem como as leis do país contra quadrilhas de tráfico de pessoas", disse Gillard. As agências de buscaras marítimas e resgates dos dois países vão trabalhar juntas para melhorar a capacidade de comunicação com embarcações, e pretendam também iniciar um programa de intercâmbio entre especialistas em resgates. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
INDONÉSIAAUSTRÁLIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.