Presos 17 agentes federais mexicanos envolvidos com narcotráfico

Dezessete agentes do governo mexicano, entre investigadores, policiais federais e procuradores, foram presos numa grande operação desencadeada na cidade de Cancun. Os detidos são acusados de proteger narcotraficantes e ser cúmplices ou autores do assassinato de nove pessoas, entre elas três agentes federais.O subprocurador do órgão encarregado das investigações sobre o crime organizado no México, José Luís Vasconcelos, disse à imprensa que os funcionários públicos presos também são suspeitos de lavagem de dinheiro e tráfico de pessoas. As investigações começaram na semana passada, depois que as autoridades descobriram os cadáveres de três agentes federais, que investigavam o crime organizado em Cancun. Também foram encontrados seis corpos de civis, quatro deles no porta-malas de um carro incendiado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.