Presos 40 suspeitos de tráfico de heroína

Autoridades da Colômbia e dos Estados Unidos prenderam 40 pessoas suspeitas de dirigir uma operação de tráfico de heroína que nos últimos sete meses já levou mais de uma tonelada da droga aos EUA e à Europa, informou neste sábado a polícia secreta colombiana. Conforme Edna Gonzalez, porta-voz do Departamento de Segurança Administrativa da Colômbia, a polícia colombiana e agentes da DEA (agência norte-americana de combate às drogas) prenderam 24 pessoas na Colômbia e 16 nos Estados Unidos durante uma operação de busca de uma semana, encerrada na quinta-feira. As investigações sobre o grupo foram iniciadas após a prisão, no ano passado, de Andres Lafaurie, filho de uma importante agente antidrogas da Colômbia. A organização aparentemente contratou Lafaurie e um amigo para levar heroína para os Estados Unidos. Lafaurie foi preso no aeroporto de Miami com três quilos de heroína amarrados em suas pernas. Ele foi condenado a quase seis anos de prisão nos EUA. Sua mãe, Maria Restrepo, chefia a agência governamental responsável por ajudar os agricultores a trocarem suas plantações de ervas ilegais pelo cultivo de grãos legais. Ainda em Bogotá, o Exército da Colômbia informou que 22 guerrilheiros esquerdistas e dois soldados morreram neste sábado durante uma série de confrontos ocorridos no interior do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.