Presos cinco em Londres por ameaça 'terrorista' ao papa

A polícia britânica prendeu cinco homens suspeitos de preparar um ataque "terrorista" ligado à visita de Estado do papa Bento XVI à Grã-Bretanha, informou hoje a Scotland Yard. De acordo com a polícia, há buscas em andamento em localidades de Londres.

AE-AP, Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 09h27

O papa Bento XVI está na cidade para o segundo dos quatro dias de sua visita à Grã-Bretanha. A polícia londrina informou que o quinteto, com idades entre 26 e 50 anos, foi detido no centro da capital. A polícia não identificou os nomes nem as nacionalidades dos suspeitos.

Funcionários disseram que as denúncias sobre um plano potencial foram recebidas durante a madrugada, motivando as prisões na manhã de hoje. Os homens estão sendo interrogados e ainda não foram acusados formalmente. Até o momento, as buscas não encontraram nenhum material potencialmente perigoso.

A visita do papa dividiu a Grã-Bretanha, um país de maioria protestante, mas fortemente secular. A presença do pontífice foi discutida em meio às recentes denúncias de abusos cometidos por autoridades da Igreja Católica. O pontífice será recebido hoje pelo arcebispo de Canterbury, Rowan Williams. O encontro será uma mostra da união entre as duas igrejas católicas, formalmente divididas.

O principal evento da agenda papal hoje é um discurso no Parlamento, à tarde, endereçado a políticos, empresários e autoridades culturais britânicos. Ele deve enfatizar a necessidade de justiça nas políticas públicas. Amanhã, o papa deve falar aos fiéis durante uma celebração a céu aberto no Hyde Park.

Tudo o que sabemos sobre:
papavisitaLondresprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.