REUTERS/Stefan Wermuth
REUTERS/Stefan Wermuth

Polícia de Manchester detém mais 3 suspeitos de envolvimento em atentado

Prisão dos homens, cujas identidades não foram reveladas pelas autoridades, ocorreu depois que as autoridades fizeram buscas em residências na região oeste da cidade

O Estado de S.Paulo

24 Maio 2017 | 06h51
Atualizado 24 Maio 2017 | 09h51

LONDRES - Três homens foram detidos nesta quarta-feira, 24, no sul de Manchester pela suposta relação com o atentado de segunda-feira nesta cidade, no qual 22 pessoas morreram e 64 ficaram feridas, informou a polícia britânica.

As detenções deste três indivíduos, cujas identidades não foram reveladas, ocorreram depois que os agentes fizeram buscas em domicílios no oeste da cidade. A polícia já tinha detido ontem um homem de 23 anos, também no sul de Manchester, supostamente relacionado com o atentado, elevando para quatro o número de detenções no marco da investigação.

O ataque na Manchester Arena foi supostamente realizado por um único terrorista suicida, Salman Abedi, de 22 anos, nascido nessa cidade e de origem líbia, que detonou um artefato explosivo na saída do show da cantora americana Ariana Grande.

A ministra britânica de Interior, Amber Rudd, disse que "parece provável" que Abedi não atuou sozinho e acrescentou que o terrorista era conhecido "até certo ponto" pelos serviços secretos britânicos.

Segundo informou hoje o jornal britânico "The Guardian", a Polícia de Manchester desdobrou agentes em torno da mesquita Didsbury, no sul da cidade, local frequentado aparentemente pelo terrorista suicida e alguns de seus parentes.

As forças de segurança permanecem no local que ocorreu o ataque, segundo o jornal, dotadas de um furgão policial, uma unidade de vídeo e vários agentes uniformizados. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.