Presos membros do Hamas que faziam campanha eleitoral

A polícia israelense deteve seis membros do movimento islâmico Hamas, em Jerusalém, quando tentavam fazer propaganda eleitoral para seus candidatos, com vistas às eleições parlamentares do dia 25. Três dos detidos, informou a rádio pública israelense, são candidatos nas eleições e desejam convocar uma entrevista coletiva quando foram presos.As detenções acontecem no mesmo dia em que o governo israelense aprovou oficialmente a realização das eleições palestinas em Jerusalém oriental. A resolução oficial aponta que os candidatos do popular movimento Hamas, que participará pela primeira vez das eleições legislativas, não poderão fazer campanha dentro da cidade.O negociador-chefe palestino, Saeb Erekat, do movimento governista Fatah, rival do Hamas, recebeu bem a decisão do governo israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.