Presos tomam 210 reféns em rebelião

Um grupo de presos mantém desde domingo 210 pessoas, parentes de outros detentos, reféns para protestar contra supostos maus-tratos e exigir mais rapidez no andamento dos processos judiciais. O diretor-geral do Centro Penitenciário de Los Andres, no Estado de Mérida, Ysmel Serrano, disse que a situação estava "calma" e as autoridades estavam negociando a libertação dos reféns. Entre os familiares, estão pelo menos 21 crianças. As autoridades venezuelanas disseram que a rebelião começou quando os parentes deixavam o presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.