Presos três membros do ETA. Polícia encontra esconderijo com explosivos

Um esconderijo contendo explosivos para uso imediato, supostamente pertencentes ao ETA, grupo separatista basco, foi encontrado próximo à fronteira entre a Espanha e a França, disse hoje o Ministro espanhol do Interior, Angel Acebes. A descoberta foi feita pela polícia francesa depois da captura, ontem, de dois importantes membros da organização no sudoeste do país.Um terceiro membro do ETA, de menor relevância, também foi capturado na operação, fruto da colaboração entre os dois países. Entre os presos está o antigo líder o ETA Felix Alberto Lopez de la Calle, também conhecido como Mobutu, e o chefe de logística do grupo separatista, Felix Ignacio Esparza. O terceiro capturado foi identificado como Maria Mercedes Chivite Berango. "Trata-se de uma das maiores operações contra o ETA, dada a importância dos membros capturados", disse Acebes.A polícia também encontrou duas pistolas, veículos com placas falsas, computadores e documentos importantes relacionados ao ETA nos apartamentos alugados por Esparza e Lopez de la Calle na cidade francesa de Bagneres de Bigorre.Os ataques perpetrados pela organização separatista deixaram três mortos no ano passado. O ETA é considerado um grupo terrorista pela Espanha, Estados Unidos e União Européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.