Préval começa negociações para formar coalizão

O presidente eleito do Haiti, René Préval, começou hoje a reunir-se com líderes políticos rivais para formar uma coalizão que lhe dê maioria no Parlamento. Na casa de sua irmã, Préval recebeu o quarto colocado na eleição do dia 7, Chavannes Jeune, e líderes do movimento Fusion - todos ferozes adversários do presidente eleito.O segundo e o terceiro colocados na eleição, respectivamente Leslie Manigat e Charles Baker, ainda se queixam do arranjo que permitiu a Préval ser proclamado presidente sem a necessidade de um segundo turno. As queixas devem alimentar o confronto entre seus movimentos políticos e o futuro governo e impedir a formação de um governo de unidade nacional.Por meio de um processo eleitoral recheado de indícios de fraudes, Préval obtinha pouco mais de 48% dos votos, quando seriam necessários mais de 50% para a vitória no primeiro turno. Usando como paralelo a legislação belga, a corte eleitoral provisória distribuiu os votos em branco proporcionalmente entre os candidatos, fazendo com que a votação de Préval superasse o limite dos 50% mais 1 voto.Préval, de 63 anos, havia governado o Haiti de 1996 a 2001 e é considerado um político próximo de Jean-Bertrand Aristide - o presidente esquerdista deposto em 2004 e exilado na África do Sul. Durante a campanha, Préval fez declarações dúbias sobre o eventual retorno de Aristide ao país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.